Como perder o medo de falar em público?

Nos dias de hoje, comunicar bem é um fator diferencial na conquista do mercado de trabalho.

Quem me conhece sabe que adoro falar em público. Desde pequenina que imaginava uma grande plateia e fingia que comunicava com ela.

Na minha vida profissional tem sido uma constante falar em público e aprendi que por mais técnicas que possamos desenvolver, o que faz a diferença é sem dúvida a nossa atitude!

Partilho algumas dicas que considero importantes para quem fala em público:

  1. Sentirmo-nos seguros e confiantes. Seguros porque conquistamos o direito a falar e porque possuímos o nível de conhecimento necessário que nos permite desempenhar uma excelente performance. A Confiança será ganha durante a preparação da apresentação.
  2. Preparar a apresentação. Uma boa preparação traduz-se em 50% de eficácia na comunicação com o público. Quanto mais preparados estivermos mais confiantes e determinados estaremos em tudo o que dizemos, como o dizemos e o tempo que necessitamos para o dizer.
  3. Colocarmo-nos no lugar do outro. É importante para o orador saber o que procura ou o que pretende a sua audiência ouvir, para ir de encontro às suas expetativas.
  4. Imagem cuidada. Uma boa imagem faz-nos sentir mais seguros e confiantes, sem esquecer de vestir o nosso melhor sorriso.
  5. Antes de começar a falar em público, pensar em momentos extremamente positivos, como por exemplo: imaginar que a plateia está a sorrir, aplaudir e a interagir. Esses pensamentos, causam-nos uma sensação de bem-estar e de confiança plena.
  6. Para que a comunicação seja eficaz é muito importante o tom e a linguagem corporal. Devemos evitar o tom monocórdico, falar demasiado depressa ou devagar, demasiado alto ou baixo. Quanto à linguagem corporal, devemos ter em atenção ao nosso corpo, face e postura. Tudo comunica: os olhares, as mãos, os movimentos.

Uma boa apresentação necessita de um equilíbrio entre a técnica e sentimento e quanto mais autêntica e fluída for a comunicação maior será a atenção da audiência.

Como referiu Maya Angelou:

  Aprendi que as pessoas esquecem o que dizemos, esquecem o que fazemos, mas não esquecem a forma como as fazemos sentir.

 

Não se comparem a ninguém, nem imitem ninguém: sejam vocês mesmos!

 

Vânia Cruz
Artigos criados 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
error: Content is protected !!